Publicado por: ccyeshuaemportugues | 16 de agosto de 2019

A HISTÓRIA DE RUTE E NOEMI – Rute capítulo 1 e 2

Há muito tempo atrás havia uma família que vivia em Belém de Judéia.

Elimeleque e sua esposa Noemi tiveram dois filhos, Malom e Quiliom. Então um dia houve uma grande fome na sua terra e eles decidiram sair para encontrar comida.

Eles viajaram para a terra vizinha de Moabe e se estabeleceram lá. O povo moabita não adorava a Deus, mas tinham os seus próprios ídolos.

Algum tempo depois, o marido de Noemi, Elimeleque, morreu. Os dois filhos cresceram e se casaram com mulheres moabitas, uma era Rute e a outra era Orfa.

Infelizmente, depois de dez anos, a tragédia aconteceu novamente e Malom e Quiliom morreram. A Bíblia não conta o que aconteceu com eles, apenas nos diz que eles morreram. Foi muito triste, porque deixou três viúvas, Noemi e suas duas jovens moabitas, Rute e Orfa.

Um dia Noemi ouviu que o Senhor havia provido comida para o povo em Belém, então ela decidiu voltar. Então elas recolheram seus pertences para voltar a sua terra.

Noemi então disse às suas duas nora: “Voltem para a casa de suas mães! Que o Senhor as recompense pelo amor que demonstraram por seus maridos e por mim. Que o Senhor as abençoe com a segurança de um novo marido.”


Então deu-lhes um beijo de despedida, e as três começaram a chorar em alta voz. “Não!”, disseram elas. “Queremos ir com você para o seu povo!” ‘Não, você deve voltar para casa’, insistiu Noemi. “Vocês podem se casar novamente”

Então choraram juntas mais uma vez. Orfa se despediu de sua sogra com um beijo, mas Rute se apegou firmemente a Noemi.

“Olhe, sua cunhada voltou para o povo e para os deuses dela”, disse Noemi a Rute. “Você deveria fazer o mesmo!”

“Não me peça para deixar você”, respondeu Ruth. “Onde você for eu irei, onde você viver, lá viverei. Seu povo será meu povo e seu Deus será meu Deus. Onde você morrer ali eu vou morrer também. ‘

Quando Noemi percebeu que Ruth estava determinada a ficar com ela, não insistiu mais, e ambas começaram sua viagem na estrada para Belém.

Eles chegaram em Belém exatamente quando a colheita de cevada estava começando. Sua chegada causou uma grande surpresa. A dor e o sofrimento de Noemi mudaram tanto sua aparência que muitos não a reconheceram. “Pode ser Noemi?”, perguntaram as pessoas.

“Não me chame de Noemi”, ela disse. “Chame-me Mara (o que significa amargo) porque Deus tornou minha vida amarga. Fui embora com meu marido e meus filhos, mas o Senhor me trouxe de volta sem eles. ‘

Depois que Noemi e Ruth chegam a Belém, precisavam de comida. Então Ruth disse a Noemi: “Deixe-me ir aos campos de cevada para colher o grão e as espigas restantes.” Os pobres podiam colher grãos que as ceifeiras deixavam cair no chão. “Está bem, minha filha”, Noemi respondeu.

Então Ruth entrou nos campos pertencentes a Boaz, que era um parente do marido morto de Noemi, Elimeleque. Mais tarde Boaz chegou e cumprimentou os colhedores como sempre fazia. “ “O Senhor esteja com vocês,” e eles responderam: “O Senhor o abençoe.”


Boaz notou imediatamente Ruth coletando grãos com os pobres. “Quem é essa moça?”, Ele perguntou ao homem encarregado da colheita. “Ela é a moabita, que voltou com Noemi”, ele respondeu. “Ela pediu permissão para pegar grãos e está trabalhando muito duro.”

Então Boaz foi falar com Ruth. “Quando for colher espigas, fique conosco; não vá a nenhum outro campo. Acompanhe as moças que trabalham para mim.  Observe em que parte do campo estão colhendo e vá atrás delas. Avisei os homens para não a tratarem mal. E, quando tiver sede, sirva-se da água que os servos tiram do poço”.

Ruth se curvou diante de Boaz. “Por que você está tratando uma estrangeira com tanta bondade?”, Ela perguntou.

Boaz respondeu: “Eu sei de tudo que você fez por sua sogra desde a morte de seu marido. Ouvi falar de como você deixou seu pai, sua mãe e sua própria terra para viver aqui no meio de desconhecidos. Que o Senhor, o Deus de Israel, sob cujas asas você veio se refugiar, a recompense ricamente pelo que você fez.”

Ela respondeu: “Espero que eu continue a receber sua bondade, meu senhor, pois me animou com suas palavras gentis, embora eu nem seja uma de suas servas”.

Na hora da refeição, Boaz lhe disse: “Venha cá e sirva-se de comida; também pode molhar o pão no vinagre”. Rute sentou-se junto aos ceifeiros, e Boaz lhe deu grãos tostados. Ela comeu até ficar satisfeita, e ainda sobrou alimento.

Quando Rute voltou ao trabalho, Boaz ordenou a seus servos: “Permitam que ela colha espigas entre os feixes e não a incomodem. Tirem dos feixes algumas espigas de cevada e deixem-nas cair para que ela as recolha. Não a atrapalhem!” Então Ruth juntou os grãos até bem tarde.

Depois ela separou o grão do joio e recolheu quase um cesto cheio de cevada, o que equivale a cerca de 30 libras ou (13,5 quilos). Ela também trouxe para Noemi a comida que sobrou da refeição que teve com Boaz e os colhedores.

“Onde você colheu todo esse cereal?”, perguntou Noemi. “Onde você trabalhou hoje? Que seja abençoado quem a ajudou!” Então Rute contou à sogra com quem havia trabalhado: “O homem com quem trabalhei hoje se chama Boaz”.  “O Senhor o abençoe!”, disse Noemi à nora. “Esse homem é um de nossos parentes mais próximos, o resgatador de nossa família.”

E Rute, acrescentou: “Boaz disse que devo voltar e trabalhar com seus ceifeiros até que terminem toda a colheita”.  “Muito bom!”, exclamou Noemi. “Faça o que ele disse, minha filha. Fique com as servas dele até o final da colheita. Em outros campos, poderiam maltratá-la.” Assim, Rute trabalhou com as servas nos campos de Boaz e recolheu espigas com elas até o final das colheitas da cevada e do trigo. Nesse tempo, ficou morando com sua sogra.

* * * * * * *

Vamos ver o que acontece na próxima vez. Até lá, lembre-se de dizer as suas orações obedeça a sua mamãe e papai e não se esqueça de ir para a igreja e escola dominical no próximo domingo.

* * * * * * *

 

* * * * * * *

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: